quarentenoutubro (31/10/2020): #elenão

Longe de qualquer ilusão com os limites da democracia liberal e da política institucional, é fundamental que no próximo dia 15 de novembro ocupemos as urnas numa grande frente de combate ao bolsonarismo e a todas as forças reacionárias que vêm colaborando com o processo de destruição do país iniciado em 2016 — tucanos, “centrão”, liberais, Novos e similares.

Não há saída para o país que não envolva necessariamente a reafirmação de direitos da classe trabalhadora e a construção do bem estar social. Não há saída que não envolva o enfrentamento das desigualdades e de todos os privilégios: de classe, raça, gênero, entre outros. O bolsonarismo é a evidência mais concreta de que o liberalismo de gente como Paulo Guedes é sempre o primeiro passo para o fascismo: combater o fascismo de Bolsonaro significa combater os interesses e privilégios representados pelas reformas liberais — como a da previdência, a trabalhista, a administrativa.

Nos municípios podemos começar a construir uma rede de defesa contra os absurdos do bolsonarismo: por esse motivo meu voto no dia 15 de novembro será em Guilherme Boulos e em Luiza Erundina, candidatos a prefeito e a vice-prefeita de São Paulo pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol).

Por uma cidade mais justa, mais alegre, mais viva e mais solidária, votamos 50: Boulos e Erundina para a Prefeitura de São Paulo.


Com este desenho concluo a série #quarentenoutubro, uma alternativa ao Inktober. Continuamos em outubro de 2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.