quarentenoutubro (16/10/2020): ioga

A Cesca foi desenhada em 1928 por Marcel Breuer e aparentemente foi a primeira cadeira em aço tubular produzida em massa, inaugurando um modelo de assentos que décadas depois se tornaria altamente popular nas cozinhas até mesmo de países periféricos como o Brasil. Todo mundo que viveu sua infância em alguma periferia urbana nos anos 80 ou 90 conviveu em algum momento com alguma variação — ainda que involuntária ou mesmo falsificada — da Cesca: estrutura em aço tubular, assentos e encostos com marcos em madeira e trançados com materiais naturais ou sintéticos. De todas as icônicas cadeiras modernas (como a Barcelona, a Wassily, a LC4 ou as cadeiras do casal Eames), este desenho de Marcel Breuer talvez seja, de forma um tanto quanto irônica, aquele que mais chegou próximo de atingir os ideais modernos de universalidade e de extensão da “boa forma” às massas populares — ainda que por meio de variações mais tarde tidas como cafonas ou deselegantes.


Este desenho participa da série #quarentenoutubro, uma alternativa ao Inktober.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.