crime tucano durante comício de Serra

Permito-me uma pausa no TFG.

A professora Marilena Chauí fechou o ato pró-Dilma que ocorreu hoje na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (FFLCH-USP) de forma muito bonita e emocionante, declarando voto em Roussef e alertando para os perigos antidemocráticos que se reúnem na candidatura Serra. Ressaltou o papel de emancipação dos programas sociais e a posição inédita de relevância que assumiram as mulheres.

Em meio a sua fala alertou ainda para um possível crime a ser cometido pelo tucanato no dia 29 de outubro durante o último comício de Serra: tucanos vestidos com camisetas do PT atacariam violentamente os presentes no comício de Serra para tentar incriminar o partido. Chauí pediu a todos os presentes que disseminassem a informação.

Até o momento, parece que apenas a Rede Brasil Atual preocupou-se em repercutir a grave denúncia. A grande mídia certamente tratará de desqualificá-la, visto que os cães-de-guarda do tucanato ganham para denegrir cotidianamente intelectuais como Chauí.

Do sítio da rede Brasil Atual:

Segundo Marilena, a promessa dos participantes da suposta armação seria de “tirar sangue” durante o comício. As cenas seriam usadas sem que a campanha petista tivesse tempo de responder. “Dois homens diziam: ‘dia 29, nós vamos acertar tudo, vamos trazer o pessoal vestidos com camisetas do PT, carregando bandeiras do PT e vão atacar pra tirar sangue, no comício do Serra”, reafirmou a filósofa em entrevista à Rede Brasil Atual. “É preciso alertar a sociedade brasileira toda, alertar São Paulo e alertar os petistas”, pediu Marilena. A ação estaria em planejamento em um bar de São Paulo, no final de semana.

Por mais humilde que seja esta postagem, vale a pena replicar as palavras acima o máximo possível: elas não serão publicadas pelos jornalões. Os tucanos não se contentam com uma bolinha de papel.

atualizando: mais vídeos do evento; mais sobre a denúncia.

Anúncios

2 comentários em “crime tucano durante comício de Serra”

  1. o curioso deste caso é a marilena chauí. Uma intelectual como ela dificilmente se prestaria a propagar boatos caso eles realmente não fossem graves. A coisa parece séria mesmo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s