desconstruindo a foxconn

Em continuidade à postagem anterior, segue um breve documentário realizado por um conjunto de pesquisadores ligados a universidades chinesas e de Hong Kong como parte de uma força-tarefa reunida por autoridades governamentais para averiguar as condições de trabalho na Foxconn, empresa responsável, entre outros, pela produção dos produtos Apple. Em 2010 houve 18 tentativas de suicídio por parte dos operários da empresa. De origem taiwanesa, ela é responsável por empregar cerca de 900 mil pessoas na China.

Deconstructing Foxconn from Jack Qiu on Vimeo.

Apesar do esforço do governo em reunir pesquisadores e professores universitários para averiguar as condições de trabalho — tarefa que deveria ter sido conduzida paralelamente por órgãos policiais… —, é possível que a iniciativa tenha sido mero instrumento de deslegitimação das acusações. Pelo teor do documentário, porém, passa-se ao mundo ocidental (visto que foi traduzido para o inglês) a sensação de que de fato se estão apurando os crimes da empresa.

É muito provável que a maioria de nossos computadores, celulares ou outros dispositivos de uso cotidiano tenham passado integral ou parcialmente pelas maltratadas mãos destes anônimos operários chineses, mesmo que ignoremos totalmente o fato (além da Apple, a Foxconn tem contratos com HP, Acer, Dell, Nokia, Nintendo, Microsoft, Sony, entre outras). Estas mortes na China estão mais próximas de nosso cotidiano do que imaginamos.

Em complemento, segue animação interessante sobre processos de reificação e fetichismo da mercadoria (dica do catatau):

Anúncios

Um comentário em “desconstruindo a foxconn”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s