Os riscos da mercantilização da cultura no Plano Diretor Estratégico de São Paulo

O texto abaixo foi produzido por mim e por Euler Sandeville como uma crítica à proposta de criação de Polos de Economia Criativa na cidade de São Paulo. Ele também pode ser encontrado em https://medium.com/p/23660f1ced68 e em espiral.fau.usp.br. ••• Os riscos da mercantilização da cultura no Plano Diretor Estratégico de São Paulo Por uma cultura… Continue lendo Os riscos da mercantilização da cultura no Plano Diretor Estratégico de São Paulo

Anúncios

frank lloyd wright, designer gráfico

O material gráfico produzido por Frank Lloyd Wright e pelo seu escritório sempre me fascinou: desde seus desenhos e perspectivas peculiares e dotados de uma linguagem própria até a caligrafia característica adotada. Seu jeito elegante, por exemplo, de traçar os letreiros de seus desenhos — meio art déco, meio arts & crafts, mas ainda assim… Continue lendo frank lloyd wright, designer gráfico

helvetica e borracha

De uma única vez, na fotografia abaixo, desaparecem dois dos referenciais visuais mais significativos do Metrô de São Paulo: de um lado, o famoso piso de borracha preto que acompanhou seus usuários durante algumas décadas, substituído por placas de granito cinza. De outro lado, no letreiro branco, desaparece a usual Helvetica, trocada desajeitadamente pela Arial.… Continue lendo helvetica e borracha

panton vermelha

Uma das mais interessantes seções da revista eletrônica Design Observer se chama "Mistérios acidentais": a cada semana seu curador, John Foster, reúne de forma meio fragmentada, meio casual, documentos e imagens inusitadas, exóticas e curiosas relacionadas a um determinado tema de seu interesse. Foster é colecionador do que chama de "arte de autodidatas" e "fotografia… Continue lendo panton vermelha

terrorismo de estado e propriedade intelectual

Aaron Swartz suicidou-se. Aparentemente ele não suportava a ideia de perder sua liberdade por um crime que não cometera e por conta de um processo cujas acusações não faziam qualquer sentido. Até há alguns dias eu nunca tinha ouvido falar dele, mas quando soube das circunstâncias de sua morte, entendi que a causa pelos bens… Continue lendo terrorismo de estado e propriedade intelectual

arquitetura da apple

Nesta semana a revista Forbes contribuiu à manutenção e ampliação do ainda intenso (e patético) culto à aura de Steve Jobs: o artigo "Histórias não contadas sobre Steve Jobs: Amigos e colegas compartilham suas memórias", em tom propositalmente descontraído, revela alguns episódios curiosos da trajetória do empresário. Segue uma passagem interessante sobre a arquitetura das… Continue lendo arquitetura da apple

prof. pardal e tio patinhas: o designer e a reprodução

O fragmento abaixo foi extraído de um clássico e delicioso texto de José de Souza Martins. […] Prof. Pardal, inventor desastrado, desespera-se na tentativa de solucionar com a sua inteligência, as suas pesquisas e a sua incansável dedicação à invenção e à descoberta os grandes e pequenos problemas de Patópolis. Seu desligamento do mundo é… Continue lendo prof. pardal e tio patinhas: o designer e a reprodução

"se o crime não compensa… de onde os arquitetos tiram tanto dinheiro?"

A bem-humorada e altamente impactante imagem abaixo era usada como cartaz pelo coletivo ARC (Architect's Revolutionary Council; Conselho Revolucionário de Arquitetos), formado por estudantes da Architectural Association de Londres nos anos 70. Situado em um contexto em que estudantes e jovens profissionais passavam a adotar práticas relacionadas com participação nos processos de projeto e obra,… Continue lendo "se o crime não compensa… de onde os arquitetos tiram tanto dinheiro?"

o advento do 'meio-ambiente'

Em um dado momento do século XX, o conceito de "meio-ambiente" passou a frequentar de modos variados o imaginário das pessoas —seja pela sua presença cada vez mais constante na cultura de massas, seja pela forma como ele se integrou à agenda política e social —, tendo sido incorporado pelo vocabulário ideológico do capital como… Continue lendo o advento do 'meio-ambiente'