imagens da quarentena (9/5): do quarto 1 para o quarto 2 e de volta outra vez

9 de maio de 2020, quadragésimo-oitavo dia da quarentena O cotidiano do teletrabalho durante a quarentena é acordar, sair do quarto 1, tomar banho, se arrumar (para participar de teleconferência, é claro), tomar café — bem mais confortável que em outros tempos, há que se reconhecer —, ir para o quarto 2, trabalhar ao longo… Continue lendo imagens da quarentena (9/5): do quarto 1 para o quarto 2 e de volta outra vez

imagens da quarentena (22/4): metrô

22 de abril de 2020, trigésimo-primeiro dia da quarentena Já faz um mês que não pegamos o metrô, que não vivemos a cidade, que não caminhamos pelas ruas. Se, por um lado, estruturas como o metrô são provavelmente sinônimo e indício de um cotidiano duro e sofrido, ao mesmo tempo talvez tais espaços sejam também… Continue lendo imagens da quarentena (22/4): metrô

imagens da quarentena (21/4): aniversário de brasília

21 de abril de 2020, trigésimo dia da quarentena E de repente — em meio aos nossos esforços de isolamento físico e ao fato de que a capital federal fora tomada por energúmenos e milicianos — lembramos que Brasília, nesta terça-feira, completa 60 anos. Soube também que a data de 21 de abril, além de… Continue lendo imagens da quarentena (21/4): aniversário de brasília

imagens da quarentena (15/4): cadeira vermelho e azul

15 de abril de 2020, vigésimo quarto dia da quarentena Inktober é uma iniciativa de estímulo ao hábito de desenhar regularmente — que, como o nome indica, costuma ocorrer em outubro e, diferente do que o nome indica, não se limita ao desenho com nanquim ou tinta. O perfil oficial deste festival informal de desenho… Continue lendo imagens da quarentena (15/4): cadeira vermelho e azul

jardim marielle franco

Da rua, atravessamos uma breve passarela. O jardim, como um mirante, está implantado no terraço de um pequeno hotel — construção ágil baseada em elementos pré-fabricados — escondido entre a área da Estação do Leste, com suas muitas plataformas enfileiradas, e o muro de arrimo que dá apoio à rua. Numa cidade acostumada com ruas… Continue lendo jardim marielle franco

aeroportos

Todo mundo odeia aeroportos. Talvez com exceção de turistas de primeira viagem ou das famílias usualmente deslumbradas com duty free shops ou com as expectativas pelas próximas férias, é raro encontrar alguém que não deteste a experiência de ter de viajar passando obrigatoriamente por esses lugares. Não por acaso, todos que já puderam viajar em boas… Continue lendo aeroportos

fuller, o memorioso

Buckminster Fuller é desses personagens tradicionalmente apresentados como a caricatura de si mesmos. Self-made man quintessencial, inventor excêntrico, projetista ao mesmo tempo ousado e pragmático, Fuller é usualmente tido como alguém "à frente de seu tempo" — ainda que, de fato, seja plenamente condizente com ele —, lembrado por hábitos pouco usuais e pelos objetos… Continue lendo fuller, o memorioso

prestes maia sobre brasília

O primeiro texto da antologia organizada por Julio Katinsky e Alberto Xavier dedicada à cidade de Brasília (publicada pela Cosac Naify em 2012) é de Prestes Maia. Trata-se, cabe lembrar, do ex-prefeito e planejador de São Paulo responsável pelo mítico Plano de Avenidas da cidade. O texto é irritantemente datado — não pelos argumentos contrários… Continue lendo prestes maia sobre brasília

mies van der rohe em gotham city

Todos conhecem a residência Farnsworth: clara, limpa, pura. A mais bem acabada expressão tectônica, o mais perfeito posicionamento no sítio, o melhor e mais conciso desenho segundo uma composição geometricamente perfeita. O famoso projeto de Ludwig Mies van der Rohe certamente possui assento garantido no panteão de obras mais significativas do século XX: não seria… Continue lendo mies van der rohe em gotham city