uma esquina em lisboa

Passei agora em janeiro poucos dias em Lisboa — foi minha primeira viagem a Portugal e portanto o primeiro contato efetivo que tive com suas cidades e arquiteturas. Para além de todos os efeitos arquitetônicos célebres presentes nos pormenores e fragmentos da obra dos arquitetos contemporâneos portugueses e de sua aclamada Escola do Porto, confesso que o que mais chamou minha atenção foi essa graciosa esquina nos arredores da Alfama e Mouraria em Lisboa.

Esquina do Palácio de São Cristóvão em Lisboa
Esquina do Palácio de São Cristóvão em Lisboa. Localização: https://goo.gl/maps/meczyPEYoFP2

Trata-se aparentemente de uma edificação do século XIX, certamente eclética e de feição neobarroca (ou coisa que o valha) conhecida por Palácio de São Cristóvão e localizada no largo homônimo. Tudo indica que atualmente funcione como um pequeno hospital ou centro de saúde, visto que é sede da Associação de Socorros Mútuos dos Empregados do Comércio de Lisboa.

O Largo é certamente bastante frequentado por turistas, já que se encontra no caminho para o espetacular Castelo de São Jorge — a atração turística certamente mais frequente em todos os pacotes de viagem para a cidade, junto da Torre de Belém. Apesar disso, o prédio não parece se destacar em relação aos demais para esses transeuntes temporários visitando a cidade, ansiosos que estão de logo chegar ao Castelo. Mesmo em um trajeto apreçado em direção àquela atração turística, contudo, é impossível deixar de notar a graciosidade desta travessa gambiarra urbana que se revela nesta esquina.

Captura de Tela 2018-01-21 às 19.37.51.png
Imagem do Google Street View de 2009: https://goo.gl/maps/8GrHnxr6yaH2

O Palácio apresenta fachada encurvada, côncava em relação à rua e sua composição parece bastante precisa: para garantir a simetria e a devida posição de cada um de seus elementos, ele precisava ocupar exatamente a porção de terreno que sua projeção ocupa — composição perfeitamente adequada ao sítio não fosse justamente a intrometida viela (chamada de Rua do Regedor) que chega ao Largo de São Cristóvão e que muito justamente demanda ao palácio uma abertura para a adequada passagem de seus carros e pedestres (ou viaturas e peões, como dizem os colegas portugueses).

Contudo, para tudo, afinal, se dá um jeitinho — e talvez do outro lado do Atlântico eu tenha podido encontrar no meio da viagem uma elegante recordação do Brasil com esse jeitinho urbanístico que se desenhou na esquina.

Tenho certeza de que o palácio teria fachada muito mais maçante não fosse esse detalhe.

Abaixo, uma imagem do início do século XX, como destacada pelo blog Lisboa de Antigamente:

lda.jpg
Palácio de São Cristóvão em 1901. Lisboa de Antigamente: http://lisboadeantigamente.blogspot.com.br/2017/02/palacio-vagos-paco-de-s-cristovao.html
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.