por que ainda usamos PDF?

Nos tempos da graduação, mais de dez anos atrás, havia três maneiras principais de ter acesso aos textos cuja leitura era solicitada pelos professores. A primeira maneira era, é claro, adquirir os livros — o que se revelava simplesmente impossível na maior parte do tempo, seja porque não tínhamos dinheiro, seja porque muitos desses livros… Continue lendo por que ainda usamos PDF?

5 razões pelas quais você (talvez) devesse ser a favor da destruição de estátuas

Crítica expográfica é um blog com um interessante material sobre a prática e o estudo da expografia, bem como de assuntos relacionados a museus e patrimônio cultural. Recentemente a autora, Renata Lanz, especialista em design expográfico e áreas afins, publicou um artigo elencando 5 razões pelas quais as pessoas deveriam ser contra a destruição de… Continue lendo 5 razões pelas quais você (talvez) devesse ser a favor da destruição de estátuas

imagens da quarentena (8/4): google street view

8 de abril de 2020, décimo sétimo dia da quarentena Descobri hoje que já fui capturado pelo Google Street View. Faz três semanas que quase não saio de casa: nesse período de teletrabalho devo ter descido para a rua talvez umas três ou quatro vezes, no máximo. São visitas rápidas à padaria ou ao mercado.… Continue lendo imagens da quarentena (8/4): google street view

imagens da quarentena (26/3): caixinha d’A internacional

26 de março de 2020, quarto dia da quarentena Alguns anos atrás passeávamos num fim de tarde pela Praça da Figueira, em Lisboa. Era nossa primeira vez naquela simpática cidade e tudo era novidade: deparamo-nos, então, com uma discreta lojinha de bonecas posicionada no corredor de acesso de um edifício residencial. O local — o… Continue lendo imagens da quarentena (26/3): caixinha d’A internacional

o iPhone no museu

Em meados do ano passado, num desses sítios de compra e venda de material usado na internet, cruzei com a oferta de um iPhone de primeira geração por um preço bastante atraente. Trata-se da edição do aparelho considerada a "original", de 2007, apelidada pelos seus entusiastas de "iPhone 2G" — já que apenas o modelo… Continue lendo o iPhone no museu

#inktober2019

Participei pela primeira vez do Inktober agora em 2019. Apesar de viver rabiscando — sobretudo em meio a reuniões, quando parece que o cérebro funciona melhor enquanto as mãos deslizam sobre o papel — há muito que não dedicava mesmo que alguns poucos minutos do dia exclusivamente para esboçar alguns riscos. Ficar muito tempo sem… Continue lendo #inktober2019

uma esquina em lisboa

Passei agora em janeiro poucos dias em Lisboa — foi minha primeira viagem a Portugal e portanto o primeiro contato efetivo que tive com suas cidades e arquiteturas. Para além de todos os efeitos arquitetônicos célebres presentes nos pormenores e fragmentos da obra dos arquitetos contemporâneos portugueses e de sua aclamada Escola do Porto, confesso… Continue lendo uma esquina em lisboa

emily martin: óvulo, espermatozoide e natureza ocidental

Mais do que mecanismo “natural” de reprodução de indivíduos, o processo humano de concepção constitui-se de uma construção cultural fortemente marcada por preconceitos de gênero — processo este que, em sua versão ocidental e moderna, se revela na forma de uma narrativa construída a partir de figuras estereotipadas de masculino e feminino, na qual, entre outros… Continue lendo emily martin: óvulo, espermatozoide e natureza ocidental