o logotipo do cnrc

O Centro Nacional de Referência Cultural (CNRC) — ou Centro Nacional de Referências Culturais, a depender de onde aparece a menção à instituição — é um dos mais míticos personagens presentes em narrativas variadas a respeito da trajetória das instituições ligadas ao patrimônio cultural e (em alguma medida) ao design no Brasil. Fundado em 1975… Continue lendo o logotipo do cnrc

anyone who knows what love is will understand

Faz pouco menos de dez anos que foi ao ar pela primeira vez o episódio “15 milhões de méritos” da celebrada série britânica Black Mirror, ainda em sua primeira temporada. Exibido em 11 de dezembro de 2011, trata-se até hoje, entre todos os episódios do programa, daquele que mais parece, à primeira vista, se afastar… Continue lendo anyone who knows what love is will understand

quarentenoutubro (31/10/2020): #elenão

Longe de qualquer ilusão com os limites da democracia liberal e da política institucional, é fundamental que no próximo dia 15 de novembro ocupemos as urnas numa grande frente de combate ao bolsonarismo e a todas as forças reacionárias que vêm colaborando com o processo de destruição do país iniciado em 2016 — tucanos, "centrão",… Continue lendo quarentenoutubro (31/10/2020): #elenão

quarentenoutubro (30/10/2020): celular

15 anos atrás usávamos o telefone celular para desestressar com o jogo da cobrinha. Eventualmente fazíamos ligações. Hoje usamos os celulares para que fiquemos ainda mais ansiosos e tensos — mas fazemos questão de mantê-los atualizados. Este desenho participa da série #quarentenoutubro, uma alternativa ao Inktober.

quarentenoutubro (29/10/2020): gato

Gosto de gatos — muito mais do que de cachorros. Como se costuma dizer: todos conhecem cachorros policiais, mas você já viu um gato policial? Gatos sempre veem o pote meio vazio: há sempre espaço para exigir mais a que se tem direito. Cachorros são leais ao seu senhor: gatos, ao contrário, são sempre anárquicos… Continue lendo quarentenoutubro (29/10/2020): gato

quarentenoutubro (25, 26, 27/10/2020): câmera, microfone, reunião

A onipresença do vídeo em nossas vidas digitais e o impulso para que nossas identidades se transformem em marcas faz com que cada vez mais nossas casas sejam improvisadas como estúdios precários de audiovisual. Este desenho (triplamente atrasado) participa da série #quarentenoutubro, uma alternativa ao Inktober.