paulo freire e o power point

A digitalização do acervo do professor Paulo Freire e sua livre e ampla disponibilização na internet tem sido uma competente e bem-vinda iniciativa do Instituto Paulo Freire. É delicioso sobretudo verificar o acervo iconográfico já disponível. De fato, parte das imagens disponíveis já havia sido disponibilizada há mais tempo pelos Fóruns de Educação de Jovens… Continue lendo paulo freire e o power point

Anúncios

paulo freire: o direito de dizer

Ensinar (ou fazer arquitetura...) exige saber escutar: Sempre recusei os fatalismos. Prefiro a rebeldia que me confirma como gente e que jamais deixou de provar que o ser humano é maior que os mecanicismos que o minimizam. A proclamada morte da História que significa, em última análise, a morte da utopia e do sonho, reforça,… Continue lendo paulo freire: o direito de dizer

paulo freire: ontologicamente esperançoso

Trecho instigante da Pedagogia da autonomia. Continuemos a pensar um pouco sobre a inconclusão do ser que se sabe inconcluso, não a inconclusão pura, em si, do ser que, no suporte, não se tornou capaz de reconhecer-se interminado. A consciência do mundo e a consciência de si como ser inacabado necessariamente inscrevem o ser consciente… Continue lendo paulo freire: ontologicamente esperançoso

paulo freire, comunicação ou extensão?, trecho capítulo 3

originalmente postado em http://notasurbanas.blogsome.com/2010/05/13/paulo-freire-comunicacao-ou-extensao-trecho-capitulo-3/ pp 73–74 […] parecem-nos indispensáveis algumas considerações finais, neste capítulo, a propósito do aspecto humanista em que deve estar inspirado o trabalho de comunicação entre técnicos, num processo de reforma agrária, e camponeses. Aspecto humanista de caráter concreto, rigorosamente científico, e não abstrato. Humanismo que não se nutra de visões de… Continue lendo paulo freire, comunicação ou extensão?, trecho capítulo 3