guy debord sobre steve jobs, o facebook e o star system

1. Nas sociedades onde reinam as modernas condições de produção, a vida aparece como uma imensa acumulação de espetáculos. Tudo que era antes diretamente vivido reduziu-se a representação. […] 4. O espetáculo não é uma coleção de imagens; ele é uma relação social entre pessoas mediada por imagens. 34. O espetáculo é capital acumulado a… Continue lendo guy debord sobre steve jobs, o facebook e o star system

Anúncios

filosofia da paisagem: arte, ciência, religião

No contexto do grupo de pesquisa Paisagem, Cultura e Participação Social do Núcleo de Estudos da Paisagem (FAUUSP), li recentemente o texto Filosofia da paisagem, escrito por Georg Simmel em 1913. Era-me algo completamente inédito: eu conhecia Simmel apenas e grosseiramente como um dos pais da sociologia urbana, sobretudo por conta de seus textos sobre… Continue lendo filosofia da paisagem: arte, ciência, religião

arquitetura da apple

Nesta semana a revista Forbes contribuiu à manutenção e ampliação do ainda intenso (e patético) culto à aura de Steve Jobs: o artigo "Histórias não contadas sobre Steve Jobs: Amigos e colegas compartilham suas memórias", em tom propositalmente descontraído, revela alguns episódios curiosos da trajetória do empresário. Segue uma passagem interessante sobre a arquitetura das… Continue lendo arquitetura da apple

prof. pardal e tio patinhas: o designer e a reprodução

O fragmento abaixo foi extraído de um clássico e delicioso texto de José de Souza Martins. […] Prof. Pardal, inventor desastrado, desespera-se na tentativa de solucionar com a sua inteligência, as suas pesquisas e a sua incansável dedicação à invenção e à descoberta os grandes e pequenos problemas de Patópolis. Seu desligamento do mundo é… Continue lendo prof. pardal e tio patinhas: o designer e a reprodução

o advento do 'meio-ambiente'

Em um dado momento do século XX, o conceito de "meio-ambiente" passou a frequentar de modos variados o imaginário das pessoas —seja pela sua presença cada vez mais constante na cultura de massas, seja pela forma como ele se integrou à agenda política e social —, tendo sido incorporado pelo vocabulário ideológico do capital como… Continue lendo o advento do 'meio-ambiente'

o pesquisador contingente

Passagem do livro Architecture Depends, de Jeremy Till, citado na postagem anterior, sobre a necessidade do pesquisador incorporar a contingência em seu trabalho: Acadêmicos vivem com medo de serem pegos — "Mas como você pode levar isto a sério, ele/ela não leu XYZ" — então empregam variadas estratégias de gestão de risco. Uma delas é… Continue lendo o pesquisador contingente

ainda le corbusier em pessac: "necessidade" e "função"

Jeremy Till, arquiteto e professor britânico, tece algumas breves considerações sobre a Cité Frugès, projeto de Le Corbusier em Pessac, Bourdeaux (França) que já havia sido comentado aqui: Em sua meticulosa documentação da moradia em Pessac, Philippe Boudon argumenta que a combinação do projeto original de Le Corbusier com as irrepreensíveis tendências “faça-você-mesmo” de parte… Continue lendo ainda le corbusier em pessac: "necessidade" e "função"

'pense diferente'

Reinhold Martin (citado na postagem anterior sobre arquitetura pós-moderna) assim inicia o primeiro capítulo de seu livro Utopia's Ghost: "Pense." Por volta de 1911 este já havia se tornado um lema corporativo. Por volta dos anos 30, na forma de slogan da International Business Machines (IBM), ele anunciava a formalização do que viria a ser… Continue lendo 'pense diferente'

arquitetura e gênero: precisamos de uma Barbie arquiteta?

Há no livro Reconstructing Architecture (editado por Lian Hurst Mann e Thomas Dutton, já citado aqui) um artigo sobre a relação entre o universo da arquitetura e o da discriminação de gênero. Tenho usado o livro como fonte importante de referências para meu TFG, mas este artigo em especial, que não apresenta relação direta com… Continue lendo arquitetura e gênero: precisamos de uma Barbie arquiteta?